Home Covid-19 Em meio à pandemia, Unigel reabre fábricas de chapas de acrílico e...

Em meio à pandemia, Unigel reabre fábricas de chapas de acrílico e de fertilizantes e estima gerar 1500 empregos

0
294

14/07/2020

A alta na demanda por chapas de acrílico usadas em equipamentos de proteção à Covid-19 fez a Unigel — maior produtora desse material na América Latina — reativar fábrica com três unidades de produção (Cast, Omipa 1 e Omipa 2), localizada no município de Candeias, interior da Bahia. A reabertura gerou 500 empregos diretos e indiretos e a estimativa é de que ocorra uma movimentação de cerca de R$ 5 milhões mensais na economia local, com o desembolso adicional da Unigel em massa salarial. Também serão reativadas as fábricas de fertilizantes da Petrobrás na Bahia e em Sergipe, arrendadas por R$ 177 milhões, e que devem gerar pelo menos 1000 empregos.

O município de Candeias tem um Índice de Desenvolvimento Humanos de 0,691, abaixo da média brasileira, que é 0,699. A população de pouco mais de 87 mil habitantes sofre com os efeitos da crise ocasionada pela pandemia.
A fábrica baiana produz chapas acrílicas, que são utilizadas nas incubadoras de pacientes em hospitais, bloqueios acrílicos em caixas de lojas, supermercados e farmácias, divisórias seguras para as empresas, entre outros produtos imprescindíveis, não apenas no combate ao coronavírus, mas também para o novo cenário que se aproxima pós-pandemia.

Em 2015, a unidade foi desativada pela dificuldade de concorrência com a China, principal exportadora do produto para o Brasil. “A margem agregada sobre o produto chinês era muito baixa, chegava ao Brasil a um custo muito barato, e a alíquota de importação não protegia o produto nacional. Havia uma série de desvantagens mercadológicas, além da baixa demanda, que não permitiu a manutenção da nossa fábrica à época”, explicou o Diretor-Geral de Operações Comerciais da Unigel, Wendel da Souza.

No entanto, de acordo com o diretor, a crescente demanda pelo produto em razão da pandemia do coronavírus e as perspectivas de vendas em longo prazo permitiram a reabertura da fábrica e o investimento por parte da Unigel. “Já estamos com vendas realizadas até o fim de agosto e correndo para atender toda a demanda que, até dezembro, estará extremamente alta”, ressalta Wendel.

Investimento na crise

O custo anual previsto da fábrica de chapas de acrílico é R$ 12 milhões. Para atender a demanda, a empresa contratou 240 empregados diretos. Cerca de 70% desse efetivo são formados por pessoas oriundas da região.

“A empresa tem dado prioridade para contratar moradores do próprio município, que já conta com grandes obras sociais realizadas pela Unigel, como a construção e gestão pedagógica das duas maiores escolas locais, criadas e mantidas pela empresa, em parceria com órgãos do governo”, disse Wendel.

Ele lembra que muitos jovens formados na Escola Municipal 14 de agosto — que oferece curso técnico de Segurança do Trabalho e Química — acabam sendo aproveitados e são contratados para trabalhar na fábrica de Candeias.

Solidariedade

A Unigel também colaborou com doações apara ajudar no combate ao Coronavírus. Até agora, a empresa doou mais de R$ 1 milhão e 500 mil reais em materiais. Ela fez doação de 20 mil quilos de alimentos e mais de 100 mil quilos de materiais do seu portfólio. Foram doadas 200 mil embalagens de isopor para atendimento à população vulnerável, 6 mil cúpulas de intubação para evitar contaminação dos médicos e mais de 500 mil litros de álcool gel. A Unigel também doou 2 respiradores para hospitais públicos e 1000 testes de Covid para o interior da Bahia.

Matéria.
Kamila Rodrigues

Carlos Ferreira
Jornalista e Colunista
DRT 0012376/DF

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here