Soft Skills – o que são, como desenvolvê-las e quais são as mais valorizadas pelo mercado de trabalho hoje.

0
25
Rosana Cares

Hoje, o profissional precisa ser o protagonista da sua carreira e assumir, verdadeiramente, o ônus e o bônus das suas escolhas, isso inclui se responsabilizar pelo desenvolvimento, manutenção e aprimoramento das suas Soft Skills.

Soft Skills são competências comportamentais. Dizem respeito aos aprendizados subjetivos e abstratos, habilidades interpessoais complexas aprendidas socialmente, com o esforço pessoal.

São exemplos de soft skills: tomada de decisão, resolução de conflitos, criatividade, adaptabilidade/flexibilidade, trabalho em equipe, gestão de pessoas, comunicação assertiva, orientação para servir e inteligência emocional.

Há 21 anos, aproximadamente, as exigências do mercado de trabalho estavam voltadas para as competências técnicas, ou hard skills. Essas são as que podem ser aprendidas pelos métodos tradicionais de ensino formal, como cursos, treinamentos, graduações etc. As hard skills são quantificáveis e concretas, por exemplo: operação de máquinas, gestão de projetos, domínio de sistemas ou de um idioma estrangeiro.

Hoje a realidade é diferente, o mercado de trabalho passou a exigir um profissional mais completo, em que as soft skills se tornaram os grandes diferenciais para uma carreira de sucesso, especialmente para gestores.      

As hard skills continuam tendo a sua importância, contudo o que se espera do profissional, na atualidade, é que seja capaz de trazer soluções para situações complexas, tomando decisões assertivas e com alto grau de criatividade. Tudo isso deve ser aliado à inteligência emocional, ou seja, ter consciência dos seus estados interiores (emoções) e saber administrá-los.

O desenvolvimento das soft skills, por serem características comportamentais, fica muito a cargo do indivíduo. É preciso estar atento à reflexão sobre as suas próprias atitudes, procurando a melhoria contínua. Além da reflexão individual, o coaching é uma ótima opção para estimular o autoconhecimento e gerar uma mudança comportamental.

Independentemente do método, considerando o contexto do “mundo VUCA (iniciais das palavras volátil, incerto, complexo e ambíguo, em inglês)”, o indivíduo/profissional precisa ser o protagonista da sua carreira e assumir, verdadeiramente, o ônus e o bônus das suas escolhas. Isso inclui se responsabilizar pelo desenvolvimento, manutenção e aprimoramento das suas soft skills.

As soft skills mais valorizadas pelo mercado de trabalho hoje são: resolução de conflitos, comunicação assertiva, tomada de decisão, gestão de pessoas, orientação para servir, pensamento crítico, gestão da diversidade, inteligência emocional, criatividade e inovação, trabalho em equipe, atitude positiva e adaptabilidade/flexibilidade.

Rosana Cares

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here